A descoberta

maio 27, 2016 1 comment 828 Visualizações
a descoberta

Acho que a descoberta de que seremos mães é um dos momentos mais belos da vida! Depois dessa explosão de felicidade, vem o medo! Um nó no estômago, um aperto no coração e muitas dúvidas. As primeiras são em relação a nós mesmas: vamos dar conta? Será que tenho todas as habilidades que me colocam nesta classe tão especial, mas ao mesmo tempo tão diferente?

Muitos dizem que tem mulher que “nasceu” pra ser mãe. Ledo engano! A gente aprende. Passo a passo, dia após dia, entre erros e acertos. E, assim, vamos nos moldando. Uma descoberta infinita entre choros, sorrisos, cansaço, mas um amor que cresce lentamente, segundo após segundo. Cada fase é uma descoberta, um mergulho em um universo até então desconhecido.

Foi assim comigo.  Grávida e com muito medo! A separação veio antes do que eu pensava, aliás, não pensava. Sou daquelas mulheres que tinham a certeza de amor eterno. Sou do tipo que é mãe e pai ao mesmo tempo. Mas entendo que cada um tem que assumir seu papel, pois é importante pra criança. Criança precisa das referências, por mínimas que sejam. O meu medo, aos poucos, foi me encorajando a assumir meu papel de mãe. O melhor papel de minha vida! E o mais difícil e complexo!

Os primeiros meses com o filho formam enchentes de emoções. Noites mal dormidas ou nem dormidas, ficam no esquecimento quando dia após dia temos a certeza de que nosso bebê está bem. É uma descoberta mútua. Mãe e filho se reconhecendo como portos seguros. Nada no mundo supera isso, e levamos isso pra vida toda! Uma descoberta infinita!

Por Cris Miranda

Clique aqui e faça sua inscrição no curso “Vou ser Pai. E agora?” um curso inovador, com dicas e informações para o Pai de Primeira Viagem.