Qual é o conteúdo de um curso de paternidade responsável?

junho 26, 2017 0 comments 706 Visualizações
curso de paternidade responsável

O programa de orientação de paternidade responsável é uma das exigências feitas pela lei 13.257/16 para a ampliação da licença-paternidade de 5 para 20 dias.

Por ser uma mudança recente na legislação, muitos pais ainda não sabem ao certo onde encontrar e como fazer a preparação exigida.

Pensando nestas questões, vamos falar no post de hoje a respeito dos temas abordados no curso de paternidade responsável. Confira!

Qual a importância do curso de paternidade responsável?

Estudos indicam que a presença do pai nos primeiros dias de vida do filho traz inúmeros benefícios à relação deles. Por causa disso, a ampliação da licença é extremamente benéfica.

No entanto, ao contrário do que muitas pessoas pensam, o período de 20 dias não é para repouso e há muito trabalho para ser feito em casa.

Como ninguém nasce sabendo como se preparar para o parto, trocar fraldas, dar banho, fazer comida de bebê, entre outros desafios, o curso de paternidade responsável auxilia os pais a aprenderem a cuidar de seus filhos, tendo em vista que muitas pessoas ainda acreditam que a obrigação seja exclusivamente materna.

O pai presente nos primeiros dias e meses da criança, além de permitir o maior estreitamento dos laços paternos, também serve para diminuir a carga de responsabilidade imposta em cima da mãe.

Diversas mulheres sofrem de depressão pós-parto por não terem qualquer tipo de ajuda de seus companheiros logo quando o bebê nasce. Além de poderem dormir muito pouco, tem mãe que não consegue sequer tomar um banho com tranquilidade, pois não tem com quem deixar o filho.

O que o curso de paternidade responsável aborda?

O curso de paternidade responsável engloba assuntos referentes à gestação, preparação para o parto, assuntos corriqueiros da rotina familiar, até o planejamento financeiro.

Pré-parto

Algumas semanas anteriores à data do nascimento do bebê, a mulher pode entrar na fase do pré-parto, apresentando alguns dos sintomas abaixo:

  • cólicas e dores na virilha;
  • perda de peso (cerca de um quilo) ou nenhum ganho;
  • picos e baixas de energia;
  • redução dos movimentos fetais;
  • muco vaginal em maior quantidade e mais espesso.

É importante conhecer as mudanças desse período para saber a melhor forma de lidar com elas. Um pré-parto tranquilo minimiza o estresse da mulher e complicações tanto durante o parto, quanto no pós-parto.

Preparação da mala para maternidade

Assim que os primeiros sintomas do pré-parto surgirem, é hora de deixar tudo organizado caso precisem correr até a maternidade em uma emergência. Os itens essenciais para a mala são:

  • camisas com botões na frente que facilitam a amamentação;
  • 1 par de chinelos de quarto;
  • sutiã para amamentação;
  • produtos de higiene pessoal, como escova de dente, sabonete, desodorante;
  • documentos pessoais;
  • fraldas;
  • roupinhas para o bebê, como gorro, macacão e meias.

Nascimento

Após o nascimento do filho muitas coisas mudam na vida dos pais. Nos primeiros meses de vida quando, a criança não sabe falar, tanto o pai quanto a mãe precisam aprender a conhecer os sinais de cada necessidade do rebento.

Alguns itens abordados no curso são:

  • amamentação, embora seja uma tarefa da mãe, o pai pode auxiliar;
  • alimentação, quais alimentos introduzir na rotina da criança;
  • aprender a dar banho;
  • aprender a trocar fralda;
  • como colocar a cadeirinha e o bebê conforto no carro;
  • outros cuidados gerais, como cortar a unha do bebê, aprender a lidar com cólicas, choros, entre outros.

Hora do parto

Principalmente para os pais de primeira viagem, o momento do parto pode ser o de maior tensão. Seja nas contrações ou depois que a bolsa já rompeu, a presença do pai é de extrema importância. Veja o que fazer para ajudar nesse momento:

  • mantenha a calma e concentre-se no que está fazendo;
  • assuma a posição de líder e resolva todos os problemas. Evite pedir ajuda para a gestante;
  • anote os intervalos da contração para informar ao médico;
  • dê total atenção à gestante. Não se distraia com celular e redes sociais;
  • informe o médico de cada novo evento;
  • pegue a bolsa da maternidade.

No hospital

Assim que chegarem ao hospital, o pai precisa oferecer conforto e apoio à mãe e também cuidar dos trâmites burocráticos, como cadastro, pagamentos, certificar-se de que todos os desejos da mulher estão sendo atendidos e verificar se o bebê foi levado corretamente para o berçário.

Paternidade responsável

Depois que o bebê nasce e os pais vão para casa, começa a fase de educar o filho.

O caráter é formado por meio de hábitos e relações e é importante que os homens tenham noção de que educar é mais que estar presente apenas nos momentos livres.

Os pais são as primeiras referências da criança. São importantes para a socialização e repasse de valores essenciais aos filhos.

Planejamento financeiro

Ter filho é uma das experiências mais gratificantes que existem no mundo, porém, não é segredo para ninguém que o custo da criação e educação de uma criança pode ser muito alto.

Por isso, o curso de paternidade responsável aborda também assuntos financeiros, para que o pai possa planejar as suas finanças de forma coerente e que proporcione tranquilidade para todos os envolvidos. Entre os itens que precisam ser contabilizados estão:

  • um bom acompanhamento médico durante a gestação;
  • eventuais gastos com parto;
  • plano de saúde;
  • enxoval;
  • alimentação;
  • educação;
  • gastos com saúde;
  • lazer.

Cuide de você

Durante os primeiros meses de vida da criança ela precisa dos pais para comer, beber, ir ao banheiro, dentre muitas outras atividades.

Como elas não sabem falar, comunicam-se pelo grito ou choro. Como não andam direito, os pais precisam sempre estar atentos a possíveis acidentes.

Tudo isso pode levar os genitores à exaustão, uma vez que, além de toda essa responsabilidade, o restante da vida ainda continua cobrando a sua cota como a obrigação de trabalhar e estudar, por exemplo.

Por isso, é importante que o pai saiba identificar as necessidades do filho, mas também saiba identificar as suas. Encontrar um hobby que possa ser curtido uma vez por semana, pelo menos. Seja um esporte, uma noite com os amigos, uma viagem rápida.

Nem sempre o pai e a mãe são um casal, mas se forem, também é importante cuidar do relacionamento amoroso deles. É comum que a vida a dois gire em torno da criança, mas é importante estabelecer determinados limites desde cedo.

Venha conhecer o nosso curso, que é totalmente online, e atende todas as exigências da legislação!

728x90 - Qual é o conteúdo de um curso de paternidade responsável?

PROCURANDO O CERTIFICADO DE LICENÇA PATERNIDADE RESPONSÁVEL?EMITIR CERTIFICADO AGORA!
+ +