Microcefalia por zika vírus: guia para pais preocupados

Avatar novembro 22, 2016 0 comments 1325 Visualizações
microcefalia por zika vírus

Receber a notícia da gravidez do primeiro filho é uma felicidade indescritível. Porém, como pai de primeira viagem, muitas dúvidas podem começar a surgir. A microcefalia por zika vírus, por exemplo, é um dos assuntos mais abordados nos últimos tempos por conta da recente epidemia que vivenciamos no país.

Portanto, a melhor maneira de sentir-se mais preparado para não cometer alguns erros é buscar informações, trocar experiências, fazer cursos, entre outros. Para entender melhor sobre o tema e saber como atuar para a sua prevenção, não deixe de ler o post.

O que é o zika vírus

Trata-se de um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo transmissor da dengue e da febre chikungunya. Depois de casos comprovados na África, Oceania e França, em 2015 surgiram os primeiros diagnósticos no Brasil.

Além da picada do inseto, a transmissão pode se dar por via sexual, através do sêmen infectado. Há pesquisas que ainda apontam que outros fluidos como saliva e urina também podem ser responsáveis, porém, esses meios de transmissão ainda não foram confirmados.

Quais são os sintomas apresentados

Os sinais da infecção pelo zika vírus podem começar a aparecer entre 3 a 12 dias depois da picada e são semelhantes aos sintomas da dengue, embora normalmente mais brandos. Alguns dos mais comuns são:

  • Febre
  • Dores de cabeça, musculares e nas articulações
  • Olhos vermelhos, inchados e conjuntivite
  • Manchas vermelhas ou erupções na pele que causam coceira.

Contudo, a doença pode se manter silenciosa, sem apresentar nenhum sintoma grave. Um exame conhecido como RT-PCR, restrito e realizado em poucos laboratórios de referência do Ministério da Saúde consegue detectar a presença do vírus no sangue.

Portanto, tomar alguns cuidados para a sua prevenção é sempre o melhor remédio para evitar maiores complicações.

A relação com a microcefalia

Apesar de não haver uma literatura oficial sobre tal relação, com a alta incidência de casos no nordeste brasileiro, o Ministério da Saúde intensificou o alerta para o zika vírus. Embora não seja uma regra, sua presença foi detectada através de exames de sangue e do líquido amniótico em muitos bebês que apresentaram microcefalia.

A doença está ligada à malformação do cérebro e do crânio da criança, que não se desenvolvem completamente e são significativamente menores que os de outras crianças da mesma idade.

Com isso, todo o seu desenvolvimento motor e cognitivo é afetado e ainda não há um método de cura para a doença, apenas tratamentos que podem ajudar a criança a ter uma melhor qualidade de vida.

Mas a microcefalia não está necessariamente ligada ao zika vírus. Ela pode ter outras causas, como a desnutrição grave e o consumo de drogas durante a gestão, a falta de oxigênio no cérebro do feto, a malformação do sistema nervoso central, além de origens genéticas como o Down e outras síndromes.

O que é recomendável para a prevenção

Alguns cuidados devem ser tomados para tentar afastar a presença e a proliferação do mosquito, reduzindo os riscos de picada e transmissão da doença:

  • Evitar água parada e qualquer meio que facilite a reprodução do mosquito
  • Instalar redes e telas nas janelas e portas
  • Usar repelentes constantemente nas áreas expostas
  • Não consumir medicamentos sem orientação médica
  • Não ingerir álcool ou outras drogas durante a gestação
  • Evitar o contato direto com pessoas que apresentam infecções, como zika, dengue e rubéola
  • Realizar o pré-natal e contar sempre com acompanhamento médico.

As gestantes, especialmente, precisam redobrar a atenção para que elas e seus bebês não sejam infectados, mas não é necessário tomar algumas atitudes radicais, como mudar de cidade. Já os pais podem e devem ajudar a manter uma gravidez saudável, ficando de olho nas medidas preventivas e na conscientização de todos.

Gostou de aprender um pouco mais sobre a microcefalia e zika vírus? Para continuar atualizado e recebendo informações importantes, assine já a nossa newsletter!

728x90 - Microcefalia por zika vírus: guia para pais preocupados