4 erros comuns na criação dos filhos

Avatar fevereiro 23, 2017 0 comments 2265 Visualizações
erros comuns na criação dos filhos

Educar uma criança é uma fase de aprendizados, experiências e situações repletas de desafios, especialmente para pais de primeira viagem.

Justamente por isso é importante evitar alguns erros na criação dos filhos que possam tornar essa fase mais difícil e acabar gerando conflitos ou comportamentos que possam prejudicar o desenvolvimento dos pequenos. Abaixo listamos 4 deles. Confira!

1. Cobrar excessivamente na criação dos filhos

Você certamente já ouviu aquela expressão que diz “ninguém é perfeito”. Portanto, por que transformar a criação dos filhos em uma eterna série de exigências e cobranças?

É preciso se pôr no lugar do menor e compreender que ele ainda está assimilando as coisas ao seu redor, aprendendo o que deve ou não fazer e qual o lugar dele no mundo.

Portanto, exigir que ele se comporte com perfeição e puni-lo quando ele não corresponder às expectativas pode se transformar em uma verdadeira tortura infantil capaz de deixar a criança ansiosa, insegura e até mesmo depressiva.

Afinal, ela achará que nunca será capaz de fazer algo certo ou agradar aos adultos. Incentivar o seu filho a se superar, evoluir e a dar o seu melhor é fundamental, porém não o pressione ou force-o.

É importante que as suas conquistas aconteçam no tempo certo e que cada vitória, por menor que seja, não deixe de ser comemorada. Isso aumenta a segurança e a autonomia dos pequenos.

2. Não ter uma boa relação com a mãe da criança

Naturalmente, todas as relações conjugais passam por momentos bons e aqueles nem tão bons. Contudo, quando você deixa transparecer para a criança que não está com um bom relacionamento com a mãe dela e até chega a envolvê-la em assuntos particulares do casal isso afeta drasticamente o psicológico do seu filho.

Ou seja, ele desenvolve um sentimento de insegurança, baixa autoestima e infelicidade chegando até mesmo a ter comportamentos não condizentes com sua faixa etária.

Portanto, mantenha sempre o equilíbrio entre a relação de pais e a de casal para que isso não afete o emocional do pequeno. Afinal, um ambiente de brigas e desentendimento é péssimo para o desenvolvimento emocional dele.

3. Contar mentiras com frequência

Outro erro comum na criação dos filhos é o de contar mentiras, por “menores” que sejam, para os pequenos. E esse hábito é extremamente prejudicial para o menor.

Isso porque as crianças se inspiram no comportamento e ações do adultos com quem convivem para discernir o que é bom ou mau e o que pode ou não fazer. Se o seu filho vê que você costuma mentir fazendo, por exemplo, promessas que não pode cumprir, automaticamente ele perderá a confiança na sua palavra.

Além disso, a medida em que for crescendo passará a agir da mesma maneira que você, afinal, foi criado em um ambiente de mentiras. Por isso, estimule um diálogo franco e honesto com o seu filho desde a infância. Mostre que ele pode confiar em você e que a verdade é sempre o melhor caminho.

4. Não respeitar a opinião do pequeno

Um diálogo sadio entre pais e filhos é essencial para que a criança exerça sua autonomia e amplie seu aprendizado sobre a sociedade e o meio em que está inserido.

Porém muitos progenitores têm um comportamento negativo quanto à expressividade do menor, não o deixando dar sua opinião, falar suas vontades e desejos ou mesmo dizer aquilo que sentem e pensam. Como resultado, a criança se torna reprimida, se sente insegura e passa a se tornar reclusa por achar que é inconveniente aos olhos dos pais.

Por essa razão, procure sempre ouvir o que o seu filho tem a dizer. Deixe-o argumentar, defender suas ideias e se comunicar. Esse é um passo fundamental para que ele se torne um adulto sociável e comunicativo.

A criação dos filhos nem sempre é uma tarefa fácil, mas é uma etapa inesquecível na vida de um pai que ajuda a educar e formar um futuro adulto responsável, feliz e amado.

Aproveite e compartilhe esse texto nas redes sociais com seus amigos que também são pais!

728x90 - 4 erros comuns na criação dos filhos