Sintomas do pré-parto: quais são e como aliviá-los

Avatar outubro 19, 2016 0 comments 11745 Visualizações
sintomas do pré-parto

Antes de iniciar o trabalho de parto, existe uma fase conhecida como pré-parto. Entre os sintomas do pré-parto, podemos mencionar algumas mudanças, físicas ou psicológicas. Tais sintomas podem surgir uma hora antes do parto ou até mesmo cerca de um mês antes.

A maior característica que pode definir o início do pré-parto é a dilatação cervical. Ela pode ser confirmada por meio de exames médicos ou então, alguns sinais que o corpo da mamãe emite.

No post de hoje, elaboramos uma lista com os principais sinais e sintomas do pré parto. Além disso, trouxemos dicas que farão a diferença na hora de ajudar a nova mamãe a se manter calma e tranquila para ter seu bebê. Fique com a gente e confira!

Quais os sintomas do pré-parto?

Entre os principais sintomas de que a mulher está entrando na fase de pré-parto, podemos citar os seguintes:

  • Queda do ventre
  • Sensações crescentes de pressão na pélvis e reto
  • Cólicas semelhantes às menstruais
  • Dores na virilha e na base da coluna
  • Perda ou manutenção de peso
  • Instabilidade dos níveis de energia
  • Alterações no corrimento vaginal
  • Eliminação do tampão mucoso pela vagina
  • Secreções com sangue ou rosadas
  • Contrações de Braxton-Hicks intensificadas
  • Diarreias

Lembre-se de que a mulher não precisa estar vivenciando todos esses sintomas para estar na fase de pré-parto. No entanto, recomenda-se que ela se consulte regularmente com um médico especialista para conferir se tudo está sob controle. Estimule a nova mamãe a fazer os exames necessários, que possam comprovar que ela, de fato, entrou na fase do pré-parto.

Como ajudar a mamãe durante o pré-parto?

É muito importante que sua parceira esteja tranquila e segura nas últimas semanas de gestação. Isso fará toda a diferença na hora de ter um parto tranquilo, já que o stress e o nervoso podem deixá-la ainda mais ansiosa. Por isso, separamos algumas dicas essenciais para que você saiba tranquilizar a mamãe. Confira:

1. Escolha o médico mais adequado

Desde o início da gestação, procure por um médico que passe confiança e segurança para a nova mamãe. Sentir que está em boas mãos pode garantir um parto ainda mais tranquilo para ela, além de transmitir maior calma e estabilidade durante a gestação. Entenda que esse é um momento único na vida da mulher. Por isso, ela deve estar segura de que terá apoio durante toda a gravidez.

Procure por um obstetra ginecologista atencioso e que se coloque à disposição para quaisquer necessidades. Não tenha medo de procurar mais de um: nesse momento, o que vale é a confiança no profissional.

2. Siga as orientações do ginecologista

É sua obrigação, também, organizar os preparativos no pré-natal. Por isso, após escolher o médico ideal, atente-se a todas as suas indicações. Ajude a gestante a não cometer abusos, principalmente alimentares ou de movimentos que exijam muito esforço.

3. Planeje a chegada do neném junto com a mamãe

Compartilhar a ansiedade antes do momento da chegada do neném pode passar muita tranquilidade e apoio para a mulher grávida. Ela sentirá que pode confiar desde o início e vai adorar planejar com você o quarto do neném e as lembrancinhas.

Além disso, esses momentos de planejamento em conjunto ocuparão parte do tempo dela e aliviarão sua mente de preocupações.

4. Saiba relaxar a nova mamãe

Lembre à mamãe que ela deve sempre pensar positivo. Ajude-a a saber mais sobre o momento do parto. Imaginar que está em lugares paradisíacos durante as contrações também pode ser de boa ajuda para que ela relaxe ainda mais.

Mantenha os pensamentos positivos e acalme-a: garanta que tudo vai correr bem durante o parto e que você estará disponível para o que for preciso. Deixar os pensamentos negativos distantes vai ajudar a diminuir a ansiedade e o stress durante o parto.

Gostou das nossas dicas? Você sabe de mais alguma que pode ajudar os papais de primeira viagem? Então não deixe de comentar! Será um prazer ter a sua opinião.

728x90 - Sintomas do pré-parto: quais são e como aliviá-los